Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Procon-AM notifica transportadoras de carga em contêineres a prestar esclarecimento sobre o aumento na "taxa de pouca água"

Conforme a denúncia feita pelo titular da Sedecti, Serafim Corrêa, o aumento da tarifa ocorre antes do período crítico da seca

No Faro da Notícia
Por No Faro da Notícia
Procon-AM notifica transportadoras de carga em contêineres a prestar esclarecimento sobre o aumento na
FOTOS: João Pedro/Procon-AM
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) notificou, nesta sexta-feira (05/07), às transportadoras de carga em contêineres MSC e Maersk a prestarem esclarecimentos sobre o aumento da "taxa de pouca água", anunciado nesta semana. A MSC estabeleceu uma tarifa de US$ 5 mil por contêiner, equivalente a R$ 27,8 mil. E a Maersk fixou a cobrança em US$ 5,9 mil, ou R$ 32,8 mil.

 

A ação foi motivada após denúncia do titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (Sedecti), Serafim Corrêa, durante a 315ª reunião do Conselho Administrativo da Suframa (CAS).  A taxa de "pouca água" ocorre quando há uma seca severa nos rios amazônicos, que impossibilita o translado para entrega de produtos aos municípios do Amazonas.

Publicidade

Leia Também:

 

Conforme a denúncia, o aumento da tarifa ocorre antes do período crítico da seca e evidencia um contraste, se comparado com o ano anterior, quando as sobretaxas foram aplicadas somente em outubro, a um custo de US$ 2 mil por contêiner. Atualmente, 20 municípios do Amazonas, localizados nas bacias dos rios Juruá, Purus e alto Solimões, estão em estado de emergência devido ao nível de água estar ligeiramente abaixo, mas ainda assim, permitindo a navegação.

 

Para o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe, a notificação visa identificar práticas abusivas ou irregularidades na aplicação da tarifa.

 

"Nosso papel é proteger os direitos dos consumidores e garantir a transparência nas relações de consumo. A 'taxa de pouca água' não pode ser utilizada como um pretexto para encarecer a tarifa sem uma justa causa", avaliou o titular do Procon-AM.

 

Essa ação do Procon-AM, segundo Fraxe, reflete o compromisso do órgão no monitoramento e na garantia de equilíbrio no mercado, assegurando que os consumidores amazonenses não sejam prejudicados por práticas comerciais.

 

No documento entregue na sede das empresas, o órgão solicita esclarecimentos sobre as "taxas de pouca água", incluindo se há diferenciação conforme o volume transportado e os trechos onde serão aplicadas, entre outros questionamentos referente à tarifa. As empresas têm um prazo de 10 dias para responder à notificação.

 

Caso sejam identificadas irregularidades, o Procon-AM poderá adotar medidas punitivas, incluindo multas e outras sanções previstas na legislação de defesa do consumidor.

 

Canais de denúncia

 

Para denúncias ou reclamações, a população pode entrar em contato com o Procon-AM pelos canais oficiais da instituição, nos telefones (92) 33215-4009 ou 0800 092 1512, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou encaminhar a demanda pelo correio eletrônico: fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br.

 

 

Contatos para a imprensa: Assessoria de Comunicação do Procon-AM

Comentários:
No Faro da Notícia

Publicado por:

No Faro da Notícia

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
Portal
Portal

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!