Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Prefeitura promove ação alusiva ao Dia Mundial de Luta contra Malária

Em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Malária, celebrado em 25 de abril, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu, nesta quarta-feira, 24/4,

No Faro da Notícia
Por No Faro da Notícia
Prefeitura promove ação alusiva ao Dia Mundial de Luta contra Malária
Fotos - Divulgação / Semsa
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Malária, celebrado em 25 de abril, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu, nesta quarta-feira, 24/4, a intensificação de ações de prevenção e controle da doença na comunidade Coliseu, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

A programação foi executada por 36 Agentes de Controle de Endemias que atuam no Distrito de Saúde (Disa) Leste e contou com abordagem dos moradores, com ações de Educação em Saúde, distribuição de material educativo, coleta de material para exame da gota espessa, diagnóstico e tratamento da malária.

De acordo com o chefe do setor de Controle de Endemias do Disa Leste, André Nunes de Lima, a programação reforçou as ações de rotina dos serviços de saúde que integram o Programa Municipal de Controle da Malária em Manaus.

Publicidade

Leia Também:

"O Disa Leste monitora 100 localidades na zona Leste de forma rotineira, para a busca ativa de casos suspeitos e oferta do exame para o diagnóstico. Quando o resultado é positivo para malária, o agente retorna até a moradia já com os medicamentos para o início do tratamento, mantendo o acompanhamento por 45 a 60 dias, dependendo do caso. Também é feito o monitoramento de locais que podem servir de criadouros do mosquito transmissor da doença", explicou André Nunes.

O mesmo trabalho de rotina foi realizado na ação de intensificação na comunidade Coliseu, que desde 2012 registra casos de malária, mas envolvendo uma equipe maior de profissionais. "Com as ações de rotina conseguimos reduzir os casos. Mas é uma comunidade periurbana, muito próxima da área de vegetação, em que houve uma invasão, ou seja, muitas pessoas estão vivendo em um ambiente propício para o mosquito, então ainda há casos da doença", apontou.

Doença infecciosa febril aguda, a malária é causada por protozoários do gênero Plasmodium transmitidos pela picada da fêmea infectada do mosquito do gênero Anopheles.

O gerente de Vigilância em Saúde do Disa Leste, Arlysson de Oliveira,  destacou que o maior risco para a picada do mosquito é no período do amanhecer e ao anoitecer, por volta das 6h e das 18h, e a população pode tomar medidas para prevenção evitando, nesses horários, os locais próximos a criadouros naturais do mosquito, como igarapés, beira de rios e lagos.

"A população também pode colaborar informando sobre possíveis criadouros do mosquito, assim a equipe de endemias vai providenciar o tratamento ou eliminação desses criadouros. Outras medidas de prevenção incluem a colocação de telas em portas e janelas, e o uso de mosquiteiros, que a própria Semsa faz distribuição de acordo com as áreas de maior incidência da doença", informou o gerente.

A comerciante Débora Matos, 32 anos, mora na comunidade Coliseu há seis anos e informou que nunca contraiu malária, mas que a maioria das pessoas que conhece na comunidade já teve a doença.

"Eu tenho criança pequena em casa e por isso sempre tomo cuidado. Mas a maioria não tem a responsabilidade e cuidado para a prevenção. Por isso, esse trabalho aqui dentro da comunidade é muito importante, principalmente para quem não tem condições de sair e procurar atendimento. Os agentes sempre estão visitando as casas, perguntando dos sintomas e oferecendo o exame. E quando é positivo, eles ainda trazem o remédio para a pessoa fazer o tratamento", afirmou Débora Matos.

Casos

O município de Manaus registrou 1.778 casos de malária este ano, em um acréscimo de 146,6% em relação ao mesmo período de 2023, quando houve o registro de 721 casos.

Em relação ao registro de casos por local provável de infecção, a zona Rural contribuiu com 56% dos casos deste ano, seguido da zona Leste com 41%, zona Oeste com 1,9% e zona Norte com 1%.

O chefe da Divisão de Controle de Doenças Transmitidas por Vetores da Semsa, Alciles Comape, lembrou que Manaus, até 2022, manteve por cinco anos consecutivos a redução de casos de malária, voltando a registrar um aumento no ano de 2023.

"Foram 2.818 casos de malária em 2022, o menor número registrado em um período de um ano no município de Manaus. Mas no ano passado, houve o registro de 3.780 casos, um acréscimo de 34% no total registrado. A Semsa vem buscando reforçar as ações de prevenção e controle da doença, com todos os Distritos de Saúde intensificando os trabalhos nesta semana alusiva ao Dia Mundial de Luta contra a Malária. É uma oportunidade de chamar a atenção da população sobre os cuidados que cada um pode ter para evitar a doença", afirmou Alciles Comape.

 

– – –
Texto - Eurivânia Galúcio / Semsa

Comentários:
No Faro da Notícia

Publicado por:

No Faro da Notícia

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
Portal
Portal

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!