Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024
Portal
Portal

Geral

O que é vilipêndio a cadáver, crime de mulher que levou ‘tio’ morto a banco

Código Penal prevê pena de um a três anos em casos de desrespeito a mortos

No Faro da Notícia
Por No Faro da Notícia
O que é vilipêndio a cadáver, crime de mulher que levou ‘tio’ morto a banco
Foto: Reprodução
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O caso de uma mulher que levou o cadáver do suposto “tio Paulo” para tentar pegar um empréstimo em um banco no Rio de Janeiro viralizou nesta semana e teve efeitos além das discussões na internet. A mulher foi encaminhada à delegacia e pode responder por tentativa de furto mediante fraude e vilipêndio a cadáver.

Vilipendiar significa desrespeitar ou tratar com desdém. O vilipêndio a cadáver, portanto, é o crime contra o respeito aos mortos. “É quando a pessoa trata com desprezo, desrespeito, de forma absolutamente inadequada o cadáver. Sem dúvida, este caso se enquadra nisso. Ela o desrespeitou a ponto de querer se beneficiar financeiramente”, explica o advogado criminalista Bruno Cândido. O crime é previsto no artigo 212 do Código Penal, que estabelece multa e detenção de um a três anos.

Cândido pondera que, ainda que a lei preveja prisão, dificilmente a suspeita seria mantida presa somente pelo crime de vilipêndio. “É muito pouco provável que, se a pena for de um a três anos, a pessoa seja presa. Dependerá do juiz, mas penas abaixo de quatro anos, sem violência grave ou ameaça, a prisão pode ser substituída por penas alternativas”, diz. Mas ele ressalta que o caso atual pode implicar outros crimes, como tentativa de estelionato.

Publicidade

Leia Também:

Outros casos de vilipêndio a cadáver 

Há outros casos de vilipêndio de cadáver que se tornaram famosos. Em 2023, a Polícia Civil investigou o caso do furto do caixão de uma criança em Alfenas, no Sul de Minas. Depois de ser retirado do cemitério, o caixão foi chutado por duas mulheres na rua. Em 2020, um casal de tanatopraxistas (preparadores de corpos para o velório) e diretores funerários denunciou uma série de grupos nas redes sociais em que profissionais da área insinuaram atos de necrofilia, isto é, sexo com cadáveres. Em um deles, chamado “Festa no IML”, eram divulgadas fotos de mulheres mortas e piadas sobre a prática — com centenas de curtidas. 

No ano passado, um homem acusado de vazar em grupos de WhatsApp fotos da autópsia dos cantores sertanejos Marília Mendonça, Cristiano Araújo e Gabriel Diniz foi preso preventivamente no Distrito Federal. O crime do qual André Felipe de Sousa Pereira Alves responde também é classificado como vilipêndio.

O TEMPO

Comentários:
No Faro da Notícia

Publicado por:

No Faro da Notícia

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!