Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Terça-feira, 18 de Junho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Alexandre Nardoni abre MEI para trabalhar na empresa do pai ganhando R$ 2,5 mil

A criação da empresa acontece 30 dias depois de Nardoni ter deixado a prisão, onde cumpria pena pela morte de sua filha Isabella

No Faro da Notícia
Por No Faro da Notícia
Alexandre Nardoni abre MEI para trabalhar na empresa do pai ganhando R$ 2,5 mil
Foto: Reprodução
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Alexandre Nardoni, de 45 anos, abriu na última quinta-feira (6), uma microempresa individual (MEI) como parte das exigências judiciais após sua progressão para o regime aberto. Esta ação ocorre 30 dias depois de Nardoni ter deixado a prisão, onde cumpria pena pela morte de sua filha Isabella, ocorrida em 2008.

A Justiça determinou a progressão de Alexandre Nardoni para o regime aberto no dia 6 de maio, atendendo a um pedido feito pela defesa dele um mês antes. Uma das condições impostas pela Justiça para que ele pudesse cumprir o restante da pena fora da prisão é a comprovação de uma ocupação lícita.

Para atender a essa exigência, Nardoni tinha um prazo de 90 dias. Nesse contexto, a abertura de uma microempresa individual (MEI) e a apresentação de um contrato de trabalho com a empresa de seu pai foram as soluções encontradas. O contrato estabelece que Nardoni trabalhará como promotor de vendas de apartamentos novos e usados, além de supervisionar e acompanhar obras novas ou já finalizadas pela construtora do pai, localizada no bairro de Santana, zona norte de São Paulo.

Publicidade

Leia Também:

O documento apresentado à Justiça detalha que Nardoni exercerá suas funções de forma presencial ou remota, recebendo um salário de R$ 2,5 mil por mês. A jornada de trabalho estipulada será de segunda a quinta-feira, das 8h às 18h, e nas sextas-feiras, das 8h às 17h, ajustando-se ao horário de funcionamento do escritório.

O contrato foi firmado entre a microempresa de Alexandre Nardoni e a construtora de seu pai, com a esposa de Nardoni, Anna Carolina Jatobá, atuando como testemunha do documento. A criação da MEI e a formalização do contrato foram passos essenciais para que Nardoni pudesse atender às exigências judiciais e prosseguir com o cumprimento da pena fora da prisão.

A decisão de conceder a progressão de regime a Alexandre Nardoni gerou ampla repercussão. A morte de Isabella Nardoni, em março de 2008, foi um dos casos criminais de maior destaque no Brasil, levando a um julgamento que teve grande cobertura midiática. Nardoni e sua esposa, Anna Carolina Jatobá, foram condenados pelo crime, com ele recebendo uma pena de 30 anos e ela, 26 anos.

A progressão de regime é um direito previsto na legislação penal brasileira, que permite que presos com bom comportamento, após cumprirem parte da pena em regime fechado, possam passar para regimes menos severos, como o semiaberto e o aberto. No caso de Nardoni, a concessão foi baseada em requisitos legais, incluindo o tempo de cumprimento da pena e a apresentação de ocupação lícita.

 

AMPOST 

Comentários:
No Faro da Notícia

Publicado por:

No Faro da Notícia

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais
Portal
Portal
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!