Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Domingo, 19 de Maio de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Ação na USF Parque das Tribos reforça importância da prevenção e controle da malária

A Unidade de Saúde Família (USF) Parque das Tribos, localizada no bairro Tarumã-Açu, zona Oeste da cidade, promoveu, na manhã desta quinta-feira, 25/4, a intensificação de ações de prevenção e controle da malária como parte da programação alusiva ao Dia Mundial de Luta contra Malária.

No Faro da Notícia
Por No Faro da Notícia
Ação na USF Parque das Tribos reforça importância da prevenção e controle da malária
Fotos - Artur Barbosa / Semsa
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Unidade de Saúde Família (USF) Parque das Tribos, localizada no bairro Tarumã-Açu, zona Oeste da cidade, promoveu, na manhã desta quinta-feira, 25/4, a intensificação de ações de prevenção e controle da malária como parte da programação alusiva ao Dia Mundial de Luta contra Malária.

 

Durante a semana, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), executou a intensificação das ações de busca ativa de casos suspeitos, oferta do exame de gota espessa e orientações sobre a importância do diagnóstico precoce e da adesão ao tratamento da malária.

Publicidade

Leia Também:

 

"A ação foi organizada para marcar a data e alertar a população sobre a doença. A ideia é oferecer o teste para o diagnóstico da malária a todos que chegarem na USF para atendimento e orientar sobre sinais e sintomas da doença", explicou a diretora interina da USF, Elenilda Costa Silva.

 

A gerente de Vigilância em Saúde do Distrito de Saúde (Disa) Oeste, enfermeira Rúbia Medeiros, informou que a zona Oeste tem uma representação pequena no número de registro total de casos de malária em Manaus, mas que os bairros do Tarumã e Tarumã-Açu são as áreas de maior risco em relação à doença.

 

"São os dois bairros da zona Oeste com maior registro de casos, por questões ambientais que propiciam a proliferação do vetor de transmissão da malária, que é o mosquito do gênero Anopheles. São áreas de vegetação, onde há desmatamento e casos de ocupações desordenadas, assim como criadouros naturais do mosquito, como os igarapés, beira de rios e lagos", apontou Rúbia.

 

O município de Manaus registrou 1.778 casos de malária este ano, em um acréscimo de 146,6% em relação ao mesmo período de 2023, quando houve o registro de 721 casos. Em relação ao registro de casos por local provável de infecção, a zona rural contribuiu 56% dos casos deste ano, seguido da zona Leste com 41%, zona Oeste com 1,9% e zona Norte com 1%.

 

De acordo com o supervisor de equipe de agentes de endemias do Disa Oeste, Alberto Magno dos Santos, além de busca ativa de casos, diagnóstico, tratamento e de ações de Educação em Saúde, o controle da malária envolve o trabalho de monitoramento dos possíveis criadouros do mosquito.

 

O trabalho, detalhou o agente, começa quando há a notificação de um caso positivo de malária, o que inicia uma investigação para verificar se o caso é autóctone, ou seja, de transmissão local e não importado de outras localidades.

 

"Quando é autóctone, significa que na localidade existe o mosquito e, portanto, também há um criadouro. A equipe de entomologia é acionada para avaliar o criadouro, capturar larvas do mosquito e levar ao laboratório para determinar se é do gênero Anopheles. Caso seja positivo para o vetor, a equipe realiza o tratamento do criadouro com biolarvicida para eliminar as larvas e faz o tratamento químico da área com inseticida, que elimina o mosquito adulto", informou Magno.

 

Para a agricultora Ieda Maria Lima de Souza, moradora da comunidade São Mateus, as ações de prevenção e controle são essenciais para os moradores do bairro Tarumã.

 

"A última vez que tive malária foi em dezembro do ano passado. E nós tentamos seguir alguns cuidados em casa, já que moramos perto de área de igarapé. Fechamos a casa às 17h30, todos os dias, para que o mosquito não entre, colocamos incenso, mas sempre tem muito carapanã de noite", apontou Ieda Maria.

 

Doença

 

Doença infecciosa febril aguda, a malária é transmitida por meio da picada de fêmea do mosquito Anopheles infectadas por protozoários do gênero Plasmodium, que é o causador da doença. Os sintomas mais comuns da malária são: febre alta, calafrios, tremores, sudorese e dor de cabeça. A doença tem cura e o tratamento é gratuito, mas, se não for diagnosticada e tratada de forma precoce e adequada, pode evoluir para formas graves.

 

-- -- --

Texto - Eurivânia Galúcio / Semsa

Comentários:
No Faro da Notícia

Publicado por:

No Faro da Notícia

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais
Portal
Portal
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!